Desde suas raízes, com a criação da Escola Agrícola de Lavras, em 1908, passando pela federalização promovida pela Lei nº 4.307, em 1963, e, finalmente, assumindo a condição de universidade pela Lei nº 8.956, em 1994, a UFLA se mostra vocacionada para o ensino e a pesquisa de excelência, além de comprometida com o desenvolvimento regional a partir de pioneira atuação extensionista. 

Nos últimos anos, especialmente com a adesão ao REUNI, a UFLA concentrou seus esforços na criação de novos cursos, com significativa ampliação de suas áreas de atuação, na melhoria dos projetos pedagógicos dos cursos consolidados, na contratação de pessoal docente qualificado e no investimento em infraestrutura.

A UFLA apresenta excelente rendimento em diversas avaliações. Há quatro anos se apresenta como a melhor universidade de Minas Gerais, de acordo com o Índice Geral de Cursos (IGC/MEC), calculado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC), ocupando, atualmente, o terceiro lugar entre todas as universidades brasileiras, públicas e privadas.

O Departamento de Direito foi criado pela Resolução CUNI nº 35/2013. Em seguida, por meio da Resolução CEPE nº 199/2013, sete professores foram removidos para o Departamento de Direito, assim como realocadas doze vagas para contratação de professores efetivos, nos termos da Resolução CEPE nº 38/2013.

Atualmente, é responsável pela oferta de disciplinas obrigatórias nos cursos de Direito, Administração Pública, Engenharia Agrícola e Engenharia Ambiental. E suas disciplinas eletivas beneficiam diversos outros cursos.

O Departamento de Direto expressa e reforça o compromisso institucional com a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, com o ensino público e gratuito de qualidade, com o desenvolvimento social, econômico e ambiental do país, com a valorização humana e profissional dos professores e alunos.